terça-feira, 2 de novembro de 2010

avulsos 1

se trago o sol pra dentro de casa
amanheço a todo instante
**
ouve melhor quem aprende a apalpar os sons
**
o vento anima as folhas
e folha quando se anima pensa que é passarinho
**
quem se lambuza quando come
obra mais contente
**
meu acanhamento é mais de olhos do que de dedos
**
poema gozoso quase sempre tem frêmito de foda
**
o desejo me derrama lábios até penetrar de ladinho

3 comentários:

Jens disse...

Maravilha, Sandrix, maravilha.
Beijo, minha Leminski de saia.

Vais disse...

Sandrinha você é phoda, no melhor sentido, ahahaha
Demais estes seus Avulsos, gostei de todos, mas mais, dos três primeiros, totalmente demais
'linda como um neném'
beijinhos

e que barato, super legal o vídeo
é isso aí, querida, façamos
mais beijinhos

José Sousa disse...

Lindo poema... gostei mesmo!
Conheça os meus trabalhos em:
www.minhaalmaempoemas.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com
www.congulolundo.blogspot.com

Com um beijo
Bom fim de semana