quinta-feira, 15 de novembro de 2012

a plumas penas


poesia se faz
botando a mão
junto do osso
com a mão e o torso

poesia se faz de graça
por obra e garça
no voo de plumas 
e penas

poesia se faz
apenas

2 comentários:

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.

sandra camurça disse...

Grata pela presença, Antônio.
Abraço