quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Erótica. Só minto um pouco...


basta-me um olhar que me deixe nua

entre o último e o primeiro gole

basta-me uma palavra obscena
que embriague a carne úmida

basta-me uma falange e um anel
corrompendo-me entre as coxas

basta-me uma foda macia
e seu cheiro de macho pra levar na calcinha


8 comentários:

Moacy Cirne disse...

Um belo poema, minha cara.
Erotismo na dose certa.
Mais cedo ou mais tarde,
irá para o Balaio.

Um beijo.

Vais disse...

Êta trem, heim Sandrinha?
voltas quenteúmida
somente um pouco? bobagem
mente nada
muito eroticamente
uau! uau!
beijinho Dona Moça

Roy Frenkiel disse...

Eros = Life

abraxao

RF

Jens disse...

Sandrix e o esplendor da sexualidade. Bonito, garota.

Beijo.

orlando pinhº d-silva disse...

intensa
plena
camurça

BAR DO BARDO disse...

Adorável!

líria porto disse...

li "nu" balaio - muito bom!

Vieira Calado disse...

Mente-se sempre um pouco, nessas coisas...

bjs