sábado, 2 de outubro de 2010

primárias

o amarelo deita de sol na primavera
o azul vem recheado de vento
e o vermelho...o vermelho pede
a tua boca em minhas coisas carnudas

10 comentários:

Rolando disse...

OLA. TUDO BLZ? ESTIVE AQUI. GOSTEI. APAREÇA LÁ. ABRAÇOS.

conradopreto disse...

É bom dar gosto a quem tenho gosto!

Um abração!

Ane Brasil disse...

Saudade de vir por aqui ler essas coisas tuas tão... carnudas.
Sorte e saúde pra todos!

orlando pinhº d-silva disse...

que delícia!
bj.

Anedanca disse...

Oi Madrinhaaaa!!
Tive sumida, né?
Senti saudade, e, pra variar, amei o poema...
Tô me sentindo assim hoje...vermelha de paixão, no sol de primavera...
:D:D
Beijo amada!!!

Vais disse...

Ei Dona Moça,
O Refúgio tá lindo!!!!
e é bom que você voltou foi com tudo de uma vez
artes e palavras
vermelho é energia purinha da melhor qualidade

Tem que ser ela:
DILMA PRESIDENTE!

Beijos querida Sandrinha

Cássio Amaral disse...

Sandra, passando pra ser seu blog.

Gostei das novidades aqui!

O Mestre Moa (Moacir Cyrne) parou com o blog dele?

Grande abraço.

Muita saúde e luz.

CA
www.cassioamaral.blogspot.com

Cássio Amaral disse...

seu poema cai de boca literalmente e o mombojó aí embaixo é ducaralho!

gostei.

abraços

Cássio Amaral disse...

3- esqueci de falar procê amiga, eu me casei com uma catarinense e estamos morando em barra velha, litoral de santa catarina perto de joinville e itajaí.

outro abraço. muita saúde, luz e força.

BAR DO BARDO disse...

Ousadia com gosto.

Boa sorte!