quarta-feira, 27 de julho de 2011

você... que te quero poesia


ajoelha e chora
na barra da minha saia
que a chuva
que vem de mim
chega chegando assim
de escorrer nos lábios
teus, de agosto


6 comentários:

Hercília Fernandes disse...

Sandra, que poema mais lindo? A gente se escorre tamanha a fluidez dos versos.

Amei! Vou divulgar no Face, viu?...

Foi muito bom tê-la conhecido em Caicó, espero que possamos vivenciar tantas outras coisas e poéticas mundo afora.

Um abraço imenso, minha querida, não irei mais largar da sua saia também...

Beijos muitos,
H.F.

Vais disse...

Ei, Sandrinha,
a gosto, a gosto
demais! demais!
e a arte tá linda
gosto e aprecio mesmo
beijinhos encantados Dona Moça

Bar de Ferreirinha 52 anos, desde 1959 disse...

Sandrinha,tudo muito legal.Já está no Bar.Vc é demais.Beijão...Pituleira.

Eroticamente (In) Correto disse...

Te ler faz bem à alma, faz bem ao ser e é por isso que eu sempre volto.


Beijo do IN_

Cássio Amaral disse...

Sandra,

Muitos bons seus versos, como de sempre aqui. Amiga abraço e beijo.
P.s. Quero ver ainda esse filme Recife Frio. Minha cidade no interiro de Minas no Alto Paranaíba é quente também, é Araxá-MG. Aqui em Santa Catarina é frio, não me acostumei ainda ao frio não apesar de estarmos aqui um ano e quatro meses.

Já disse,mas vou repetir seus haikais são excelentes!

muita produção e arte!

conradopreto disse...

Essa é para os que gostam de se molhar num bom banho de chuva! Essa Sandra mata a pau!! E valeu de mais pela visita lá no latrinogenese! Acho que a menina da Faculdade de Farmácia deve ter passado por aqui no Refúgio com algum nome em um algum momento!

BJ.