quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Saldo de Aratu


O que é que se faz com uma moeda de 1 centavo? Alguém aí pode me dizer?

Um dia desses (ano passado) fui à padaria comprar pão, estava louca para me livrar de três moedas de um centavo, ou seja R$ 0,03. A compra deu R$2,43 e fiquei bastante excitada com a possibilidade concreta de me desfazer daquelas moedas. E vocês acham que eu consegui me livrar? Que nada. O dono da padaria, por sinal um rapaz muito simpático, me atendeu no caixa e disse muito nervoso: Não, não, por favor, moedas de um centavo não, eu dispenso, muito obrigado, senhora!! Foi quando eu percebi que não sou a única que nutre profunda antipatia por esse vil metalzinho. De qualquer forma achei um tanto exagerada a reação do rapaz. Mas outro dia fui a outra padaria aqui perto de casa e dessa vez fui eu quem tive uma reação de quase terror. A conta: R$2,39. Um centavo de troco, ai, meu Deus!! Pensei. Quando a moça do caixa abriu aquela gavetinha para tirar o troco eu disse quase apavorada: Não, moça, não, não precisa me dar 1 centavo não, viu!?! E ela falou muito calma: Tudo bem, senhora, mas ainda lhe devo R$2,60. E eu disse com um sorriso amarelo: Ah, tudo bem... E relaxei. Ufa! Por pouco não iria acumular mais uma moedinha.

O pior é que eu não tenho coragem de dar essas moedas nem para meninos de rua, nem mendigos. É muito pouco. Sempre dou moedas de 10, 25, 50... Sempre? Não...

Certa vez estava eu na rua no maior miserê, só tinha na carteira dinheiro pra passagem de ônibus e algumas moedas de 1 centavo (3, 4, 5? Não me lembro). Um menino de rua me pediu trocado e lhe dei as tais moedinhas. Aquele menino pegou as moedas mas quando viu que eram de 1 centavo disse revoltado: Ôxe, moça! 1 centavo é saldo de aratu! Quero não! E jogou-as na sarjeta. Me arrependi amargamente da minha "boa ação". Realmente é humilhante receber de esmola moedas de 1 centavo mas naquele dia era tudo o que eu tinha para oferecer. Suspirei melancólica e fui pra casa....
E agora estou aqui, num outro momento, com 3 moedas de 1 centavo aguardando uma oportunidade para me livrar delas. Por que, a exemplo do menino, eu não as jogo no lixo, hein?PS: Para quem desconhece a fauna dos manguezais, aratu é uma espécie de caranguejo que corre ágil pelos galhos das árvores do mangue e é pequenininho pequenininho. E saldo de aratu é.... Nem precisa explicar, né? Mas bem que o bichinho é simpático, não? Saca só o desenho acima. Ah, Saldo de Aratu também é o nome de uma música da banda pernambucana Mundo Livre S/A (já deu pra notar que eu adoro essa banda, não?).
Imagem colhida do sítio:www.guiaguaruja.com.br/meioambiente/caranguejoaratu.htm

3 comentários:

marconi leal disse...

Não eu, claro, que sou uma pessoa pudenda e polida, mas olha que alguém pode te dar umas idéias diferentes do que fazer com as moedas, hein, dona moça? Boa volta!

Marcelo Vargas disse...

E olha que vi dia desses uma reportagem sobre o sumiço das moedinhas de 01 centavo da praça... Bom, pra se livrar delas, sugiro a você que junte quantas for possível, e na próxima vez que for fazer um depósito bancário, prefira o caixa físico ao eletrônico e inclua a modesta quantia no montante a ser depositado. O banco não pode recusar as moedinhas...

acantha disse...

Dona Menina, se, como disse o Marcelo, acima, as moedinhas de 1 centavo sumiram da praça, garanto que estão todas no meu porta-níqueis!