domingo, 6 de maio de 2007

vide bula

virou o verso pelo avesso
expôs a dor contida
e encontrou a cura

portanto
na dor ou na loucura
se segura
e vide o verso
da bula

6 comentários:

Jens disse...

No que ela fez isso comigo
não era mais ser seu amigo
nem inimigo, nunca mais namorado
e eu, e eu
sou.

Moacy Cirne disse...

Virar o poema pelo avesso para encontrar a cura de todas as dores: eis a poesia como "bula". Um beijo.

Márcia disse...

eu tb tenho um poema chamado vide bula, sandra. ;) antigo, mas depois procuro pra lhe mostrar.
beijo!

Marcelo F. Carvalho disse...

Seu blog é a bula q faltava! Indicação e prescrição pra todos os males!

Márcia disse...

Olha o meu, Sandra:

vide bula


por um instante breve
— o da palavra —
me embala essa voz

e já não sei de mim
quando emudece.

será isso amor
ou mero efeito colateral da solidão?


Márcia Maia

Menina, tá bom de a gente marcar pra se encontrar, né?

Ah, meu filho me mandou um filminho delicioso sobre a "Coisa". É pesado mas vale a pena. Quer ver? Me diz um e-mail pra oonde mandar? hehehe

Beijo tricolor.

ACANTHA disse...

Cara!!! Manda e-mail com o filme, né?? Curiosidade mata...