quarta-feira, 18 de junho de 2008

nem tão zen que não possa ser passional, nem tão passional que não possa ser zen


a Matsuo Bashô


esqueço o tempo
bananeira balança
com o vento


a Vladimir Maiakovsky


nas revoluções ou nas paixões
(não importa)
reviro-me pelo avesso
e sou toda buceta

9 comentários:

Moacy Cirne disse...

Gente...!!! Você tá demais, Menina, a partir do título! Beijos.

César xrmr disse...

caracoleszz --- adorei !

Jens disse...

Putzgrila! Também gostei de montão.
Beijo.

Cris disse...

Oi Sandra...

Sou passional e zen (noção).

bj

Cris disse...

De novo, linda..

Recadinho lá no Roy procê.

osrevni disse...

Nada como um haikai pra nos transportar de volta ao lar!

Moacy Cirne disse...

Do Refúgio para o Balaio é bem pertinho...

orlando pinhº d-silva disse...

revolução total
mezzo passional
zen budo-bucetal

BAR DO BARDO disse...

Belas homenagens...

Eu ainda não sei escrever com o corpo.
Você, você sábia.