sexta-feira, 27 de junho de 2008

dois poemas

cerimônia do chá

você me beija
eu te dou meu calor
e olhos de gueixa

meu artífice
o
em sua boca meus seios foram moldados
em sua língua meu sexo foi esculpido
minha carne foi tingida da cor do seu amor
minha epiderme assumiu a textura da sua dor
sou obra sua
você me recriou

7 comentários:

Moacy Cirne disse...

'Meu artífice' é uma beleza de poema: igualmente esculpido com lirismo. Beijos.

Anedanca disse...

uau Madrinha!!
quanto desejo..
:D

CRIS disse...

Super lindo...

adelaide amorim disse...

Bonitos seus poemas, Sandra.
Beijo.

Marcelo F. Carvalho disse...

Lindo, Sandra!

orlando pinhº d-silva disse...

não vou dizer nada
só ficar quietinho
lendo e relendo
relendo e lendo
beijão

BAR DO BARDO disse...

a Lira mandou ver!!!