domingo, 4 de março de 2012

Lucas Santtana



Tenho ouvido com bastante frequência O Deus que Devasta mas Também Cura (2012), quinto disco de Lucas Santtana, baiano, radicado no Rio há mais de dez anos.

Conheço o trabalho do Lucas desde seu primeiro cd, Eletro Ben Dodô (2000). De lá pra cá, por diversas razões, não consegui acompanhar/ouvir todos os seus trabalhos mas desde o ano passado retomei a audição de suas músicas, ouvindo seu quarto disco, Sem Nostalgia (2009), muito bom! O trabalho do Lucas é reconhecido internacionalmente. Mas, infelizmente, pouco conhecido em nosso próprio Brasilzão.

Não pretendo fazer uma crítica musical acerca do trabalho desse moço, até porque nem tenho competência para isso, Mas só queria dizer que o Lucas Santtana é um desses casos raros em que o artista consegue, maravilhosamente, unir a influência da tradição da música brasileira - no seu caso, muito da boa música baiana (Caetano Veloso, Novos Baianos, Moraes Moreira...) - à música do mundo, do pop, passando pela eletrônica, ao afrobeat... Sem falar no funk carioca e o tecnobrega do Pará.

Parafraseando Chico Science, arrisco dizer que o Lucas segue o lema, O Brasil embaixo dos pés e minha mente na imensidão...


O disco é delicioso, do início ao fim, e em várias músicas o Lucas uniu sons eletrônicos a arranjos de orquestras sinfônicas, sem falar nos samples de Beethoven, Debussy e Ravel, utilizados por ele. Dedicado a sua ex-companheira, Anna Dantes, o disco ainda conta com participações especiais de Josué Santtana (seu filho de 9 anos), Céu, Guizado, Gui amabis, Rica Amabis, Dengue (baixista da Nação Zumbi), entre outros.

Segue abaixo uma das faixas que mais gostei principalmente porque adorei ele cantando em falsete na estrofe final. Talvez ainda seja cedo para dizer isso mas, pra mim, já é um dos Discos do Ano!

Quem quiser ouvir e fazer download pode acessar o facebook do Lucas Santtana mas ele pediu aos blogueiros que baixem o disco em http://www.mediafire.com/?dz33if5317xsimz  para ter controle sobre a quantidade de downloads. O disco ainda não existe como objeto físico mas foi disponibilizado na internet, pelo próprio Lucas, na última terça-feira. Ah, o blog do Lucas Santtana é o Diginois.

Jogos Madrugais by Lucas Santtana on Grooveshark

Atualização 14/03/2012: consegui o soudcloud do disco todinho!



4 comentários:

MIRZE disse...

Maravilha, Sandra!

Amo seus achados. Pupilas se dilatam ao ouvir Lucas.

Belo!

Beijos

Mirze

sandra camurça disse...

Mirze, adoro o som desse moço!
Fico feliz que também goste :)
Beijos

Vais disse...

Sandrinha, acho super gostoso ler estas suas resenhas musicais e indicações/achados da melhor qualidade, te acho também super sabida :))))), adoro

muito massa o som do Lucas, fiquei querendo ouvir mais

beijos, querida

sandra camurça disse...

Ouve mais, Vais, ouve mais!
O Lucas é demais!
Super sabida? rsrs... sou apenas uma amante da boa música, linda!
Mas fico feliz em saber que minhas postagens musicais não são em vão: tem quem as aprecie!
Beijo carinhoso