quarta-feira, 4 de abril de 2012

poemas de Raul Motta e Jorge Caraballo



palavras que lutam

Raul Motta in Há Palavra

palavras que lutam 
são mais que palavras

palavras que lutam

são corpos

sãos

pontes sobre

vãos

palavras que lutam

aqui

agora

presentes
fazem da hora
hora de ação
palavras que lutam
negam o luto
são 
grito
e
oração 
que sigam sempre
ativas
altivas
vivas
em nós
as palavras
que lutam
por nós


***

Pátria

(poema visual do poeta uruguaio Jorge Caraballo feito na década de 70 durante a ditadura militar no Uruguai)




10 comentários:

Vais disse...

Poxa, Sandrinha,
viva a palavra que luta por nós e que nós lutemos por ela
é sangue e adrenalina correndo nas veias dando vida ao corpo
eletrizando as terminações nervosas
movendo músculos e sentidos

parabéns pela postagem, minha querida, com extrema admiração, parabéns aos poetas Raul e Jorge pela força das palavras

beijos, lindinha

sandra camurça disse...

Vais, querida
o mérito é dos dois poetas. sabe esses poemas que você lê e pensa: eu queria ter escrito isso!
pois é, invejei e roubei, agora fazem parte do acervo do refúgio, rs...
beijos

Cristiano Marcell disse...

O Raul sabe muito bem da admiração que tenho pelo trabalho dele e o poema é muito bom! Contudo, levando em conta a fanopeia, que o próprio Raul levou em conta em seu espaço, quando falou de Clemente Padin, o poema de Caraballo é simplesmente demais.

Muito boa sua postagem!

Muita paz!

sandra camurça disse...

valeu, Cristiano :)

Raul Motta disse...

Gratíssimo, Sandra!

O poema nasceu de um encontro muito forte e real, e muito me faz feliz que algo dessa força possa afetar outros leitores e promover outras leituras...

Já linkei tua postagem na seção conexões do meu há palavra:

http://hapalavra.blogspot.com.br/p/conexoes.html

Abraços, bons caminhos pra ti!

sandra camurça disse...

Grata sou eu, Raul! Você me fez descobrir esse poeta, o Jorge Caraballo e seu poema, Pátria, que achei maravilhoso principalmente dada as circunstâncias em que foi produzido(durante a ditadura do Uruguai).

Quanto ao seu poema, sempre pensei em publicar um poema seu aqui, tanto um dos mais recentes quanto dos mais antigos (sim, eu já bisbilhotei um bocado seu blog, rs...) mas uma coisa e outra acabava não publicando. Mas "palavras que lutam" eu não podia deixar escapar :)

Abraços e tudi bom!

castanhamecanica disse...

Saudações quem aqui posta e quem aqui visita.
É uma mensagem “ctrl V + ctrl C”, mas a causa é nobre.
Trata-se da divulgação de um serviço de prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins. Para saber mais, visitem o sítio do projeto.

CASTANHA MECÂNICA - http://castanhamecanica.wordpress.com/

Que toda poesia seja livre!
Fred Caju

Fred Caju disse...

Saudações quem aqui posta e quem aqui visita.
É uma mensagem “ctrl V + ctrl C”, mas a causa é nobre.
Trata-se da divulgação de um serviço de prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins. Para saber mais, visitem o sítio do projeto.

CASTANHA MECÂNICA - http://castanhamecanica.wordpress.com/

Que toda poesia seja livre!
Fred Caju

sandra camurça disse...

Saudações, Caju & Castanha...
Legal, muito legal isso!

Raul Motta disse...

:)))