quarta-feira, 25 de abril de 2007

haicais urbanos


avenida deserta
minhalma padece
no meio-fio


asfalto quente
sinto falta do cheiro
de terra molhada


um sorriso –
do outro lado da rua
me chama um amigo

sinal vermelho –
na faixa de pedestre
um motorista imbecil



Foto: Raul Kawamura (in Recife em Retratos)
Av. Conde da Boa Vista.

8 comentários:

Jens disse...

Oi Sandrix:
Estás cada vez mais craque nos haicais. Assim mestre Millôr vai ficar com inveja.
***
Aqui tem um projeto, implantado pelo governo do PT, chamado Poema no Ônibus, cujo nome é auto-explicativo. Hoje à tarde vi/li um poema que me fez lembrar imediatamente de ti. Infelizmente não sei o nome do autor (minha vista de águia não é mais a mesma). O título é Das definições (1). Lá vai:
BEIJO
UM SEGREDO DITO
À BOCA
EM LUGAR DO OUVIDO.
***
Era isso. Bye. Beijoca.

Moacy Cirne disse...

Sandra: Em se tratando de haicai, você tem demonstrado um bom domínio de sua técnica.
Beijos.

Acantha disse...

Vou continuar a campanha para que você publique um livro JÁ!!!! Bjs. Dona Menina...

Jens disse...

Minha vizinha, Odaléia, te manda um abraço. Gostou de brincar de chave de fenda.
Beijo.

Jens disse...

Sandrix:
UÊBA! Agora és oficialmente uma bucaneira. Vamos saquear os 7 mares (dá uma olhada no blog do Pirata).
Arriba!

regina ramao disse...

Oi, Sandra:
Muito bom! Parabéns, menina!
Obrigada pelos presentes via alma-alma.
Beijo

Project Design Strategy 72 disse...

Esas son muy bonitas fotografias... que lindas me gusta mucho la de el dia del Indio... es muy ... no lo se.. se ve espectacular mis saludos... espero verle pronto ``

Marconi Leal disse...

A foto é muito boa, mas o poema é melhor ainda. Gostei imenso.