domingo, 6 de novembro de 2011

A poesia de Junio Barreto




Creio que poucos conhecem a música de Junio Barreto, esse caruaruense de 47 anos que acaba de lançar seu segundo disco, Setembro.

Aproximadamente seis anos separam este disco do primeiro, sobre o qual já falei duas vezes aqui no blog (http://dimensaosalvadora.blogspot.com/2007/03/belssimo-cd.html), de tanto que gosto, seja pelas músicas,  pelas letras, ou a voz do próprio Junio, um cara tranquilo que compõe sem pressa e com muito esmero. Daí o tempo que ele leva para lançar seus discos.

Há um cuidado maduro e apuro musical nas canções. E as letras, sempre poéticas, transparecem sua influência confessa de João Guimarães Rosa e Manoel de Barros

Lenine, Gal Costa e Maria Rita, estão entre os/as artistas que já gravaram suas músicas.

Segue a letra (poesia pura) de Setembro, faixa-título do disco que vocês podem ouvir logo abaixo. No site do Junio Barreto, vocês podem ouvir e baixar o disco inteiro!

PS: pra quem não sabe, caruaruense é quem nasce em Caruaru, município do agreste pernambucano.

Setembro
letra: Junio Barreto
música: Junio Barreto, Pupillo, Dengue, Junior Boca

TEU CORPO LUAVA OURO 
NOS BANHADOS QUE CHUVINHA FEZ

NAS LAVADAS QUE RAMALHA FLOR 
NOS SETEMBROS DE CHEGAR

TU REINAS VASTA NAS CHEIAS DE CADA MARÉ 
TU RAIAS DO CÉU QUE ENFEITA A MANHà
ÉS FLECHA SOLTADA DO AROMA DA MATA 
CLAREIA DOS OLHOS, CANDEIA MEDONHA

JARDIM ELÉTRICO, PELO PEDRADO DA RUA 
VENS DOCE BELA, BEM VINDA 
NA MINHA CASINHA MORAR 
VENTO NO ESPAÇO, NA RODA DO SEU VESTIDO 
LÍQUIDA, BANHA MEU RIO QUE GIRA E DESTINA PRO MAR. 



 

5 comentários:

Suely disse...

Você sempre me apresentando novos e bons sons. Bom domingo! Beijos.

sandra camurça disse...

:D Bom domingo procê também, Suely!
Beijos

luiz gustavo disse...

ao entardecer
quem consegue se mover
na beira do lago ?

Fred Caju disse...

Esse é da terrinha!

sandra camurça disse...

Luiz, :)

**

Isso mesmo, Fred, da nossa terrinha!