sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

O Olho do Furacão

Eu estou no olho do furacão
de emoções fugidias
que giram e giram
há dias

Eu estou no olho do furacão
de tempestades emocionais
que aportam e aportam
no cais

Eu estou no olho do furacão
de alucinadas paixões
que gemem e gemem
canções

Eu estou no olho do furacão
Eu sou o olho...

Um comentário:

Jens disse...

Vai passar e você vai sobreviver. Como diz a sabedoria popular: não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe.
Um abraço.