domingo, 27 de março de 2011

Lá se foi mais um roqueiro...

Lula Côrtes, roqueiro e artista plástico, integrante do movimento udigrudi pernambucano dos anos 70, faleceu sexta-feira à noite aos 61 anos incompletos (faria aniversário no próximo dia 9 de abril), de câncer. Tomei um susto quando vi a notícia ontem à noite.

Não conheço muito o trabalho do Lula, mas ele tinha uma energia boa, bem-humorado e sempre, sempre anárquico. Tinha postura de roqueiro, espírito de roqueiro.... Mas ele também era aquele tipo de pessoa que a gente não precisa conhecer muito pra ver que é gente boa, espontâneo, sempre, sempre. O Lula era autêntico. A impressão que eu tinha dele era de um rebelde cheio de pureza, uma pureza comovente. Fica nossa saudade.....

Pra quem nunca viu/ouviu o Lula, segue um vídeo - e música - com sua banda, Má Companhia.

PS: Lula Côrtes gravou junto com Zé ramalho, em 1975, o disco Paêbirú (é assim mesmo: tem acento no "E" e no "U") que mistura rock psicodélico e ritmos nordestinos. Considerado um dos primeiros discos de rock psicodélico brasileiro.  




4 comentários:

dade amorim disse...

Essas pessoas que conhecemos pela mídia se tornam um pouco parte de nossa vida, mesmo que não tenhamos sido seus amigos pessoais. Uma pena, a morte do Lula.
Beijo pra você.

sandra camurça disse...

Dade, querida
É essa coisa de identificação e carisma que algumas pessoas despertam na gente. O Lula era uma figura!
Beijo

Eurico disse...

Também sinto muito.
Uma parte de minha adolescência se foi, com esse artista magistral.

Valeu a postagem.

Canto da Boca disse...

Olá, Sandra, por sugestão da Loba, cliquei e caí aqui. Fui passeando pelo seu espaço e deparo-me com essa notícia... Ando ausente do Recife/OLinda e sem paciência para mídias, e fora o nosso circuito, não creio que dariam crédito ao Lula. Tive o privilégio de vê-lo em um show, no Teatro do Parque, no Projeto Seis Meia, e foi um espetáculo de fato! Ele encerrou-o, jogando cravos pra platéia. Uma perda sim, sem dúvida. Não vivi a época, mas tenho um cedê raro, "O Beco do Barato" e nele estão grandes caras como o Lula. É uma pena sim.