terça-feira, 8 de março de 2011

Laurie Anderson, uma grande mulher




Born,  Never Asked
It was a large room. full of people. all kinds. and they had all arrived at the same buidling at more or less the same time. and they were all free. and they were all asking themselves the same
questIon: what is behind that curtain? you were born. and so you're free. so happy birthday.

Tradução:
Era um quarto grande, cheio de gente, de todos os tipos. Eles chegaram ao mesmo edifício mais ou menos ao mesmo tempo. E eles estavam todos livres e perguntavam a si mesmos a mesma questão: O que há atrás daquela cortina? Você nasceu. Você está livre. Então Feliz Aniversário.


A imagem (minha livre interpretação ou invenção ?) que me vem ao ler esta música é de um berçário cheio de bebês recém-nascidos, curiosos em saber o que há atrás daquela "cortina" que separa a inocência (deles) do conhecimento (do mundo)...
A partir do nascimento começamos a experimentar o sabor/saber, nem sempre doce, da liberdade que adquirimos - em parte - com a perda, inevitável, da inocência. Conhecer é o início da liberdade. E isto vale pra mulheres e homens. Mas, no caso das mulheres, esse saber da liberdade é sempre mais difícil...


3 comentários:

Vais disse...

Olá, querida Sandrinha,
parabéns por você ser uma mulher das porretas, te admiro por isto
beijo grande

Vais disse...

gostei da sua apresentação, vou ver o vídeo
:)

sandra camurça disse...

Vais, querida,
também te admiro e muito!

Beijos