quinta-feira, 23 de agosto de 2007

pernambucália desvairada 1

Parece cena de filme de ficção científica...Mas isso é uma foto dos anos 30 do dirigível alemão Graf Zeppelin, fazendo manobra para aterrissar no Campo do Jiquiá, Recife, que devido a sua posição geográfica privilegiada foi escolhida para abrigar a primeira estação aeronáutica da América do Sul para os dirigíveis Zeppelin e Hindenburg. Para isso foi construída uma torre de atracação de 16 metros de altura, ainda existente, apesar de mal conservada. 22 de maio de 1930 foi a data do primeiro pouso de um dos dirigiveis no Campo do Jiquiá, onde aterrissaram 8 vezes entre 1930 e 1937.


Fonte: Fundação Joaquim NabucoFoto: coleção Allen Morrison
Não sei se isso é motivo de orgulho pois aconteceu durante o período de uma Alemanha hitlerista às vésperas da Segunda Grande Guerra... Mas não deixa de ser curioso.

5 comentários:

Moacy Cirne disse...

Pode não se tratar de orgulho, cara Sandra, mas se trata de História. E, neste caso, vale pela informação. Parece-me que este dirigível também esteve em Natal. Um beijo.

regina ramao disse...

Este dirgível andou aqui pelos pagos do Rio Grande. Vez por outra passam vídeos antigos nos programas locais de TV da sua passagem e o espanto das pessoas ao avistá-lo.

Sandra, em novembro vou a Recife, manda um roteiro de points imperdíveis para eu visitar, nunca estive aí e não quero perder nada.

Abreijo

Marcelo F. Carvalho disse...

Os carros VW ( o popular fusca) também, mesmo assim vale a minha admiração. Para o dirigível também.

ACANTHA disse...

SANDRA também é cultura... No presente, aqui encostadinho em Sampa, vez que outra passa um Zeppelin. Fotografo da janela da cozinha. Quer ver? Me passa seu e-mail? Ah.. Mas este que passa aqui faz reportagens para a TV.. Não tem um passado histórico...

Xico Rocha disse...

Sandra o importante é a História, é claro que Getúlio tinha lá sua admiração pelo Nazismo, mas era outro momento.
O poster me arremeteu para um paraense que andou por um bom tempo em terras pernambucanas, e que em uma de suas músicas cita o campo de Jequiá, Ari Lobo.
Xico Rocha