sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Bebi seu vinho amargo -
numa ânsia de prazer
machuquei seus bagos...
pperdão, amor, perdão...

9 comentários:

César xrmr disse...

Genial! :D

Raptei pro Animot.

Anônimo disse...

Acidente de percurso que só é permitido para quem trilha enfaticamente a rota que leva a um coração decidamente apaixonado.
***
(Trilha sonora: "Você é meu caminho,
meu vinho, meu porto seguro..." na voz de Caetano Veloso)

Moacy Cirne disse...

Oi, mais um poema grávido de erotismo em seu refúgio salvador. Ah, sim: há um poema seu no Balaio. Beijos.

Jens disse...

Eu, hein?
Nem pensar.

Acantha disse...

Penso como o Jens, SANDRINHA... dessa vez, nem pensar...

Moacy Cirne disse...

Sandra, já fiz a correção necessária no seu poema. Desculpe-me; acho que preciso voltar a produzir o Balaio pela amanhã, completamente descansado. Um beijo.

Fernanda Passos disse...

Rsrsrsrs.
Que delícia Sandra!
Ah! Já vi você, representada por uma de suas eróticas poesias, no Balaio.
O Moacy sempre acerta.
Bjs,

Fernanda Passos disse...

Preguiçosa é! Tá bom.........
Olha aí Sandra. Vou colocar esse aqui pra combinar com teus deliciosos eróticos.

CANIBALISMO


Sinto teus dentes triturando minhas entranhas

e vejo meus fragmentos entrando em ti.

Estou em coma.

Coma tudo de mim

e depois, deguste.

Fernanda Passos


Bjs.

sandra camurça disse...

FERNANDA: canibalismo, é? pois tenho um desenho pronto que se refere a esse estranho hábito primitivo...rs.beijo.