domingo, 3 de fevereiro de 2008

minhas pernas abrem asas
me arregaço
me rasgo
e tua boca-língua atrevida
lambe lábios
grandes lábios
banhados
de desejo e folia

9 comentários:

Moacy Cirne disse...

O poema-frevo na medida exata de sua poesia erótica. Parabéns. O carnaval continua. Beijos.

Re disse...

Ó inveja danada. Vi pela TV o carnaval de Recife bombando. Pelo jeito a dona-moça desse blogue tá com tudo e não tá prosa.

Bom carnaval, guria! =))

beijo

Jens disse...

Oi Sandrix.
Não sai de odalisca. Minha herdeira e meu sócio não deixaram. Me trancaram em casa (queriam me internar num sanatório, mas prometi não berrar mais por socorro e ficar quietinho na frente da TV).
Aproveita bastante. Frevando e cantando.
Beijim.

César xrmr disse...

isto sim é falar a língua do carnaval.

Vais disse...

NOOOOOOOOSSSSSSSA,
Sandrinha, o trem tá pegando fogo.
Salve Dona Moça!
Salve Recife!
bejim

Cássio Amaral disse...

Sua folia é o céu que gostaria de sambar....

Poema pra lá de bom Sandra, tua verve é a verve que dá vida.

Beijos e abraços.

Cássio Amaral.

Marcelo F. Carvalho disse...

Lindo, Sandra! A carne na carne, como deve ser.
______________________
Abraço forte!

Acantha disse...

Meus sais...

R.C disse...

esse ai esta quente! Ui, e que folia eh essa? :P

bjx

Roy