quinta-feira, 15 de setembro de 2011

2 tempos



em repouso
dor surda
em movimento
muda


6 comentários:

Raul Motta disse...

Putz!!!

Esse foi pra morrer [feliz] de inveja...

Abraços, bons caminhos!

sandra camurça disse...

rsrs... você é um anjo, Raul. Seus poemas também são de dar inveja, não, melhor: água na boca. Vou comê-los, rs...

Olha, descobri o blog do Cervan pelo seu blog, fui atraída pelo nome "com verso fiado", achei original e gostei dos poemas dele. Além disso ele faz um trabalho bacana de poesia visual nas ruas. Isso é massa!

Beijos, querido

Raul Motta disse...

Sandra,

o blog do Cervan é mesmo ótimo! E muito legal essa rede de conexões que se constrói a partir dos seguidores de quem seguimos... É a antítese do cachorro mordendo o próprio rabo!!!

Abraços, bons caminhos...

lili Rebuá disse...

Muito boa..Adorei!bjus!

sandra camurça disse...

Grata lili!
Beijos

luiz gustavo disse...

"...nesta manhã desventrada
dos céus - o silêncio -
ouço apenas o silêncio..."