sábado, 10 de novembro de 2007

bugigangas

susto eficiente é aquele que faz a gente
enxergar pela ótica da lua
***
se não há luar como o do sertão
que mal há em ser tão lunar?
***
chegou do sertão
trazendo sol e baião
me arreganhei todinha...
***
há samba na poesia
só não bebe quem é cego
***
faça um poema
coma a clara
e gema

4 comentários:

ACANTHA disse...

UMA DELÍCIA!!! Adorei!!! Nossa.. Sou repetitiva demais, né SANDRUSCA??? A culpa é sua, que sempre é boa demais!

Moacy Cirne disse...

Suas bugigangas são deliciosas e seu "desalento", independente do conteúdo, é um poema bem resolvido. Beijos.

Marcelo F. Carvalho disse...

"faça um poema
coma a clara
e gema"
Sandra, isto é absolutamente fantástico de criativo!
____________________
Abraço forte!

Ane Brasil disse...

Mande cá pro sul bugigangas tão boas quanto essas!
Sorte e saúde pra todos!