terça-feira, 6 de novembro de 2007

cabra da peste...

você confunde minha bunda
pensa que é a bunda das outras
mas veja bem, meu amor
nenhuma delas tem a marca
marca sem patente, sem precedente
a marca vermelha do teu dente
a marca da marca da tua mordidacabradapeste

8 comentários:

Fernanda Passos disse...

Isso é uma música moça.

Esse cabradapeste é o caraaa!
hein?

AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

ACANTHA disse...

Ai que ele confunda a...
a...,a, que mando "matá"..

César xrmr disse...

nada como deixar a bunda da amada inconfundivelmente marcada.

Jens disse...

Sandrix:
Ora, ora, ora... O camarada desaparece por uns dias e quando volta encontra tudo diferente. No caso, mais bonito, alegre. Sinto um clima de otimismo por aqui, uma esfuziante fome de vida. Bonito isto. Congratulações.
***
Quanto aos teus últimos escritos de alta voltagem erótica: maravilha!
***
Amanhã tem Camille Paglia palestrando no ciclo Fronteiras do Pensamento, promovido pela PUC. Entre outras coisas, diz que as mulheres são machistas, que os homens têm o direito de chamá-las de gostosas e que sexo é tudo - quanto mais melhor. Ela carrega uma navalha na bolsa e por diversas vezes já ameaçou dar uns navalhaços nos seus adversários intelectuais. Como dizem aí na tua terra: é uma mulher arretada. Vou lá ver e ouvir. Já estou apaixonado.
***
Um beijo, querida.
Arriba!

Marcelo F. Carvalho disse...

Essa é adoravelmente arretada!
Adorei!

Vais disse...

Oláááá´querida Sandrinha,
menina, que o Refúgio tá um colosso, e você arrebatadora...
risos
bom estar de volta depois de alguns piripaques na máquina, ai, ai, ai, viu amiga!
e continua que o trem tá quente
ahahahahahahahh
beijo enorme

Jens disse...

Sandrix:
Não dá pra aumentar a letra? (Sei, sei, eu ainda vou usar óculos, mas por enquanto...).
***
Eu quero é incomodar, tô com o diabo no corpo. Sai debaixo!
É hoje!

Jens disse...

Vai lá em casa comentar, PÔ!