sábado, 4 de novembro de 2006

Jazz


"jazz é uma palavra crioula que os brancos despejaram na gente" (Miles Davis)



Kind of Blue
Kind of Blue
Trompete de Miles
De Miles, demais!
Elegância silenciosamente contida
E o baixo, baixo
Contra-baixo
Insistente, constante, firme
Bateria zen zen
O jazz improviso tão
Macio tão tão assim
Inexplicavelmente malicioso
Deliciosamente...
Sax Coltrane tenor vem vem,
Complexidade inquieta
E o piano suave entra
Sai entra vai vai
Baixo baixinho tão
Discretamente tão assim
Maliciosamente sensual
E assim luxuriosamente
me rasgo
Nos rasgos das notas
Liberdades
Amorosamente fatais.

Um comentário:

Moacy disse...

Oi, Sandra, sou apaixonado pelo jazz de Coltrane e Davis (e outros gigantes da música americana) e por isso me identifiquei com o ritmo do poema, que é ótimo. 'Kind of blue', inclusive, é um dos meus discos preferidos; vou ouvi-lo agora em homenagem ao seu blogue. Um beijo.