terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

...enquanto isso no interior de Pernambuco...

Caboclo de lança do Maracatu Rural (ou de baque solto), em Nazaré da Mata.

Os maracatus rurais também se apresentam em Recife e Olinda. É um dos espetáculos mais belos de se ver no Carnaval. O colorido é exuberante. As evoluções, com saltos e malabarismos. As toadas (ou loas), emocionantes. E são os próprios caboclos que bordam as golas que vestem, com vidrilhos e lantejoulas (passam aproximadamente seis meses bordando). A orquestra que acompanha é formada por instrumentos de percussão e sopro, incluindo o trombone. A música é a marcha. E quando o Mestre "puxa" a loa, a orquestra silencia. Lindo lindo lindo!

Sobrevivendo do corte de cana e subempregos, os brincantes desse folguedo dão uma lição de resistência ao manter viva a tradição de sua arte.



Foto: Fred Jordão/ Imago

Um comentário:

Jens disse...

É hoje só, Sandrinha. Amanhã não tem mais. Snif, snif...
Bom final de carnaval. Um abraço, de um pierrô apaixonado que vivia só cantando e por causa de uma colombina acabou chorando.